MICROPIGMENTADOR E OUTUBRO ROSA


Profissionais especializados em correção de aréolas mamárias resgatam autoestima de mulheres vítimas de câncer e são requisitados no mercado
 Outubro Rosa
No último dia 5 teve início o movimento de mobilização de prevenção contra o câncer de mama, o chamado Outubro Rosa. O nome remete à cor do laço que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população e empresas nas precauções ao tipo de câncer mais comum entre as mulheres.
O movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referentes ao câncer de mama e a necessidade da mamografia no mês de outubro. Posteriormente, com a aprovação do Congresso Americano, o mês de Outubro tornou-se o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama. Com o tempo a popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo.
A micropigmentação e o câncer de mama
O câncer de mama ainda faz muitas vítimas entre as brasileiras, mas campanhas de prevenção como o Outubro Rosa têm contribuído para o diagnóstico precoce e consequente aumento das chances de cura. No entanto, as marcas da batalha ficam no corpo e na mente de quem passa pelo sofrimento.
Para ajudar essas mulheres na recuperação estética dos seios e, por conseguinte, na autoestima, muitos médicos têm indicado a técnica conhecida como micropigmentação corretiva ou paramédica, método capaz de atenuar imperfeições e refazer o desenho das aréolas em mulheres com as mamas reconstruídas.
Quem se submete à mastectomia (retirada parcial ou total da mama) passa numa primeira fase pelo procedimento cirúrgico de reconstrução do seio. A micropigmentação entra a seguir como processo auxiliar na camuflagem de cicatrizes decorrentes das intervenções cirúrgicas e na recuperação visual da aréola e mamilo reconstruídos.
mamas

A formação profissional
Mag Estética é hoje a mais prestigiada formadora de profissionais especialistas na técnica de reconstrução visual de aréolas mamárias. A escola possui um trabalho colaborativo com hospitais de referência, como o Pérola Byington, o Hospital do Câncer, o AC Camargo e o Hospital Tatuapé, que são os que mais realizam reconstrução mamária no país.
 O micropigmentador especializado na técnica busca em primeiro lugar pontos de simetria entre as duas aréolas, realizando medições com a utilização de régua e paquímetro. Segue-se então a mistura de pigmentos condicionada à cor da pele da paciente. Os resultados obtidos são naturais, com efeitos de textura, profundidade e uniformidade na cor.
Por que se especializar?
Para quem já é micropigmentador, o investimento é de apenas R$ 675 para fazer um curso de Especialização em Correção Mamária, que tem duração de seis horas. O aluno pode ainda optar pela Qualificação em Micropigmentação Corretiva, curso com carga horária de 12 horas em que, além do trabalho em mamas, aprende também técnicas de camuflagem de cicatrizes e vitiligo e correção em couro cabeludo.
“O micropigmentador hoje não pode se deter só no embelezamento de sobrancelhas, olhos e lábios. Há uma demanda muito grande pela micropigmentação corretiva”, afirma Marcia Martins, coordenadora pedagógica da Mag Estética e especialista na técnica.
Para mais informações sobre os cursos de micropigmentação corretiva, entre em contato com Central de Atendimento Mag Studio em Santos pelos números (13) 3385-7793 - 94 / 99659-9977.

 

ASSISTA

CURTA-NOS

CENTRAL DE ATENDIMENTO

Nosso Endereço

Avenida Conselheiro Nébias, nº 754 - Cj. 818
Boqueirão – Santos/SP
CEP:11045-002


Telefones

(13) 3385-7794 / 3385-7793 / WhatsApp: 99659-9977


Site

www.magstudio.com.br


E-mail

marcia.martins@magestetica.com.br.